PIPOCA DE MICROONDAS PODE CAUSAR CÂNCER DE PULMÃO


19/03/2008

Ratos que inalaram vapor de diacetyl, um aromatizante sabor de manteiga utilizado em pipocas de microondas, por três meses desenvolveram uma inflamação linfocítica dos bronquíolos, afirmou a equipe do Instituto Nacional de Saúde americano. A inflamação pode se tornar uma bronquiolite destrutiva, chamada "pulmão de pipoca", uma doença rara e debilitante vista em trabalhadores que trabalham no empacotamento de pipocas de microondas e em pelo menos um consumidor. Este é um dos primeiros estudos que avaliam a toxicidade do diacetyl em níveis significativos para a saúde humana - afirmou Daniel Morgan, pesquisador que integrou o estudo. De acordo com a pesquisa publicada na revista Toxicological Sciences, os pesquisadores disseram que a exposição dos trabalhadores ao diacetyl no ambiente de trabalho contribui para o desenvolvimento da bronquiolite destrutiva. A doença, de tratamento difícil, causa sintomas como tosse e falta de ar, e piora de forma constante, de acordo com centros de controle e prevenção de doenças americanos.



◂ VOLTAR