PEDIR DEMISSÃO EXIGE PROFISSIONALISMO POR PARTE DO FUNCIONÁRIO QUE ESTÁ DEIXANDOA EMPRESA


01/01/1970

Em tempo de mercado aquecido e troca-troca de emprego, deixou de ser surpresa chegar no trabalho e receber a notícia de que mais um colega recebeu uma proposta e está deixando a empresa. O problema é que a maioria dos profissionais ainda tem dúvidas sobre como anunciar o desligamento da companhia. Antes de tomar qualquer atitude, o funcionário deve pesar prós e contras e avaliar o impacto que a saída pode ter no currículo - aconselha Bráulio Candian Jr., consultor de Treinamento Corporativo e executivo de Marketing e Projetos especiais da Sampling Planejamento. Na pressa de sair, profissional pode cometer erros que prejudicam sua imagem no mercado " Antes de tomar qualquer atitude, o funcionário deve pesar prós e contras e avaliar o impacto que a saída pode ter no currículo " Uma vez tomada a decisão, é recomendável que a saída seja anunciada ao gestor, de preferência, com um mês ou duas semanas de antecedência. - Esse é o tempo mínimo necessário para realizar uma nova contratação ou transferir as atribuições e tarefas a outro funcionário, sem afetar o cotidiano da empresa - completa Julyana Felícia, gerente de RH da MegaMatte. Saiba quais são os maiores erros de quem está saindo do emprego Na opinião de Natalia Pacheco Junior, socióloga do trabalho da Academia Brasileira de Educação, Cultura e Empregabilidade (Abece), o profissional deve, ainda, tornar pública a sua pretensão assim que decidir abandonar a empresa: - Isso porque, da mesma forma que o aviso prévio é um mecanismo para que o funcionário possa pleitear outro emprego, ele também cumpre o papel de fornecer à empresa o tempo necessário para seleção e contratação de outra pessoa. Julyana lembra também que é preciso levar em conta se já existe alguém apto para assumir sua função na empresa ou se será necessária a contratação de outro profissional no mercado. No segundo caso, o processo pode ser mais demorado e o chefe pode ficar na mão. - Além disso, é preciso deixar tudo organizado para a pessoa que vai assumir a sua função. Já que, muitas vezes, ela acaba sendo transferida temporariamente para o próprio chefe - diz. De acordo com especialistas, o primeiro passo é marcar uma reunião com o gestor para comunicar escrita e verbalmente os motivos do pedido de demissão, como oportunidade de crescimento e aumento de salário, entre outros. Clareza, objetividade e sinceridade são fundamentais nessa hora. - O empregado deve estar seguro da decisão que está tomando, pois seu chefe pode lhe valorizar mais do que esperava, fazendo uma contraproposta. Ser sincero pode mudar o rumo da conversa, com o surgimento de uma oportunidade inesperada. É um ótimo momento para negociar, e a pessoa deve estar preparada para decidir se sai ou permanece na empresa - completa Julyana. Natalia, por sua vez, acrescenta que o funcionário não deve sinalizar que pretende sair se não tiver absoluta certeza. - Uma vez transparecida a intenção de se desligar da instituição, o profissional pode ser visto mais como concorrente do que parceiro - explica a socióloga. Vale lembrar que a saída só deverá ser comunicada aos colegas após ter sido informada ao gestor. A própria empresa pode se encarregar de fazer o anúncio à equipe via e-mail ou individualmente. - Caso a companhia não o faça, pode ser redigido um e-mail de despedida aos gerentes e colegas mais próximos, procurando agradecer por todo o auxílio prestado - acrescenta Julyana.



◂ VOLTAR